Amigos de Heath Ledger revelam como foram os últimos dias do ator


Revista ‘Vanity Fair’ dedica reportagem de capa ao ator.
Ledger morreu de overdose acidental em janeiro de 2008.

Do G1, no Rio

Heath Ledger teria resistido inicialmente a atuar em ‘Batman’ (Foto: Reuters)

Mais de um ano após a morte de Heath Ledger, amigos próximos do ator decidiram quebrar o silêncio e revelar detalhes sobre seus últimos dias de vida. Eles contam que Ledger lutava contra a insônia, a exaustão e uma pneumonia e vivia atormentado pelo relacionamento com sua ex-mulher, a atriz Michelle Williams.

As declarações viraram reportagem de capa da próxima edição da revista americana “Vanity Fair”, que deve chegar às bancas dos EUA no início de julho. Ledger morreu de overdose acidental de medicamentos em janeiro de 2008.

De acordo com o treinador de voz Gerry Grennell, que trabalhou e morou com Ledger durante as filmagens de seu último longa-metragem, “The imaginarium of Doctor Parnassus”, o ator passava a maioria das noites acordado e costumava mudar os móveis da casa de lugar para se distrair. “Do meu ponto de vista, conhecendo ele como eu conhecia e convivendo com ele, acho que foi uma combinação de exaustão, remédios para dormir e sequelas de uma pneumonia”, disse Grennel em entrevista à revista.

Outro amigo de Ledger, o fotógrafo Nicola Pecorini afirma que o ator viveu seus últimos dias perturbado pela ex-mulher, Michelle Williams, que levou à Justiça a disputa pelos bens e pela guarda da filha do casal, Matilda. “Ele tentava ser decente e elegante, dava tudo que ela queria: a casa, tudo mesmo. Mas uma vez que as coisas começaram a decair, foi muito rápido. Ele se afundava em advogados.”

O cineasta Terry Gilliam, que também trabalhou e conviveu com o astro na época, concorda com Pecorini. “O que realmente fez o Heath cair foi a disputa judicial pela filha”, diz o diretor na reportagem da “Vanity Fair”.

Ledger quase negou papel de Coringa

O empresário de Ledger, Steven Alexander, que era seu amigo de longa data, também fez declarações à revista. Em entrevista, ele conta que inicialmente o ator não queria aceitar o papel de Coringa em “Batman – O cavaleiro das trevas”, já que ele resistia à ideia de trabalhar em blockbusters. Porém, Ledger acabou aceitando o convite porque como as filmagens eram longas isso o daria uma desculpa para escapar de outras propostas.


Ele ainda lembra outro detalhe que atraiu o ator para trabalhar em “Batman”: o modelo de contrato adotado, que dizia que Ledger seria pago integralmente mesmo que fosse dispensado do papel antes do fim das filmagens. Segundo o empresário, Heath Ledger pensava que sua atuação como o Coringa seria tão ruim que o diretor logo o demitiria do filme.

“Ele era muito reservado, não gostava de dividir sua vida pessoal com a imprensa; esse foi um dos elementos que prejudicou sua carreira no início”, disse Alexander à revista.

No Responses to “Amigos de Heath Ledger revelam como foram os últimos dias do ator”

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: