Paciente morto de gripe suína no Rio Grande do Sul era sadio, diz hospital

da Folha Online
da Agência Folha

O caminhoneiro Vanderlei Vial, 29, morto neste domingo em decorrência de uma infecção pelo vírus Influenza A (H1N1) –causador da gripe suína–, em Passo Fundo (RS), era sadio. A conclusão é da direção do Hospital São Vicente de Paulo, onde ele estava internado desde o dia 22.

Segundo o vice-diretor médico da instituição, Julio César Stobbe, a gripe provavelmente evoluiu para uma pneumonia viral causada pelo vírus. “É uma complicação incomum, mas pode ocorrer em razão de qualquer doença viral, entre elas a gripe comum. É um quadro excepcional.”

Saiba quais hospitais procurar no Brasil
Saiba mais sobre a gripe suína

O corpo do caminhoneiro deve ser enterrado nesta segunda-feira (29) às 10h em um cemitério da cidade de Erechim (RS), sua cidade natal. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, cinco familiares do caminhoneiro foram diagnosticados com o vírus –entre os quais está a mulher dele.

De acordo com o Ministério da Saúde, Vial foi o primeiro brasileiro a morrer em decorrência da doença no país. Ele esteve na Argentina por sete dias a trabalho e começou a apresentar os sintomas de febre, tosse e dor muscular no último dia 15, ainda no país vizinho. Voltou ao Brasil no dia 19, quando foi internado.

Controle

Em entrevista concedida neste domingo, o secretário de Saúde do Rio Grande do Sul, Osmar Terra, lamentou a morte do caminhoneiro, mas disse que a situação está sob controle no Estado. “Estamos fazendo a contenção”, disse.

O Estado investiga ainda a morte de um engenheiro americano ocorrida na última sexta-feira (26) na cidade gaúcha de Montenegro. Exames preliminares descartaram que a morte esteja relacionada à gripe suína, porém, os exames oficiais para constatar, ou descartar, a doença só devem ficar prontos nesta segunda-feira (29).

O secretário afirmou ainda que pretende recomendar ao Ministério da Saúde que trate o contágio pela gripe como epidemia. Dessa forma, todas as pessoas que tiveram contato com pacientes diagnosticados com doença seriam submetidos a tratamentos médicos.

De acordo com o Ministério da Saúde, foram confirmados 36 novos casos da doença no Brasil. Com isso o total de pessoas infectadas é de 627 no país, sendo 40 no Rio Grande do Sul. Segundo o mais recente boletim, São Paulo tem 308 casos.

Na América do Sul, a Argentina é o país com o maior número de mortos –26, entre os 1.587 casos. O Chile lidera no número de casos: 6.211, com 12 mortes.

Advertisements

No Responses to “Paciente morto de gripe suína no Rio Grande do Sul era sadio, diz hospital”

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: