Odilon Wagner fala sobre Mike, misterioso golpista da novela das oito

Enviado por Marcelle Carvalho -EXTRA

27.6.2009

“Ele é um bandido humano. Um vigarista com alguns princípios”. É assim que Odilon Wagner define Mike, seu personagem em “Caminho das Índias”. E, apesar de ser tão criminoso quanto Yvone (Letícia Sabatella), já que aplica golpes em mulheres ricas, casadas e carentes, ele discorda de quem acha que Mike é psicopata como a parceira.

— Quando ele comete crimes, Mike é igual à comparsa. Só que ele tem limites, não pensaria em matar, por exemplo. Digamos que o personagem usa métodos limpos, não entra em barra pesada. Já Yvone passa como um trator em cima de quem se torna um obstáculo para ela — compara Odilon, de 54 anos, enfatizando que Mike e Yvone nunca tiveram um caso: — Eles são sócios, estão há muitos anos juntos apenas aplicando golpes, não há romance. Isso foi descartado pela própria Gloria (a autora Gloria Perez), porque contrariaria a ideia de Yvone ser psicopata, de não ter ligação afetiva a nada.

O ator, que entrou com a novela em andamento, numa trama que já estava pegando fogo, conta que seu vigarista foi inspirado num caso real: o do chantagista suíço Helg Sgarbi, que aplicou um golpe na alemã Susane Klatten, herdeira da fábrica de automóveis da BMW.

— Gloria me disse que se inspirou nele. Na vida real, o cara foi desmascarado e preso. Não sei qual será o desfecho de Mike. Gostaria que ele fosse julgado e punido pelos crimes — afirma o ator.

E se o público só ouvia as histórias dos golpes do canalha nas conversas entre ele e Yvone, em breve vai poder vê-lo em ação. Mike vai seduzir e roubar Nanda, mulher de um dos diretores da Cadore. Maitê Proença, numa participação especial, dará vida à vítima.

— Mike vai usar todo o seu charme para envolver Nanda. E ela vai cair. Na verdade, é um duplo golpe na Cadore, já que Yvone quer armar para cima de Ramiro (Humberto Martins). Estou supercurioso para ver como ele vai jogar esta teia — diz Odilon, contente por trabalhar pela primeira vez com Maitê: — Há tempos queria estar com ela, mas os trabalhos não coincidiram. Estou feliz por tudo ter dado certo agora.

O que mais vem chamando a atenção de Odilon é a reação do público a seu personagem. Ele conta, surpreso, que tem recebido cantadas de mulheres e homens por causa de Mike.

— Elas me olham com os olhos brilhando e dizem: “Que charme você é, hein!”, “Queria te ver mais perto com aqueles óculos”. Uma vez, um cara passou por mim no Projac e falou: “Adoro! Que homem mais charmoso”. Eu me divirto, é a primeira vez que um personagem meu tem esse apelo nas ruas — empolga-se.

Mas por que será que Mike causa tanto frisson? Odilon tenta responder:

— Comparando Yvone com o sócio, ele acaba sendo um vigarista bonzinho, simpático. E homens como ele são extremamente sedutores, românticos, transformam uma mulher numa rainha. As pessoas fantasiam um pouco com o amor bandido.

Advertisements

No Responses to “Odilon Wagner fala sobre Mike, misterioso golpista da novela das oito”

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: