‘PM criou pretexto para usar violência’, diz entidade estudantil da USP

Segundo a PM, manifestantes cercaram grupo de policiais.
DCE afirma que ao menos 5 estudantes ficaram feridos.

Marcelo Mora Do G1, em São Paulo

Policiais e estudantes, na rua, em frente à USP (Foto: Daniel Haidar)

A justificativa da Polícia Militar de que um grupo de policiais havia sido cercado e então se deu início ao confronto com os manifestantes na Universidade de São Paulo (USP) nesta terça-feira (9) não é verdadeira, segundo o Diretório Central Estudantil (DCE). Ao menos cinco estudantes teriam ficado feridos.

“É uma versão absolutamente falsa no nosso entendimento. Já havia três horas que estávamos fazendo o ato e não tinha acontecido nenhum tipo de confrontamento, nenhum tipo de ato violento contra a polícia”, afirmou o estudante de ciências sociais Gabriel Casoni, de 24 anos, da direção do DCE. “A polícia criou um pretexto para usar a violência.”


Segundo ele, a manifestação seguia de volta para a frente da reitoria para realizar uma assembléia e não para invadir o prédio.

“Bateram na gente, usaram de violência para colocar toda a população contra a gente, dizendo que tínhamos usado violência”, afimou.

“Não há perigo ao patrimônio. A gente estuda aqui o ano todo. Hoje, o que houve aqui foi que a integridade física dos estudantes foi ameaçada”, disse Casoni. “A PM agiu com absoluta truculência.”

Advertisements

No Responses to “‘PM criou pretexto para usar violência’, diz entidade estudantil da USP”

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: