Gripe iraniana


Ter, 05/05/09
por gmfiuza |

O Brasil e seus coleguinhas chavistas são a maior diversão da diplomacia mundial. A pantomima do terceiro-mundismo acaba de chegar ao nível dos irmãos Marx (não o amigo de Engels).

O tour agendado com o tarado iraniano conseguiu ficar mais bizarro do que já era, com o cancelamento anunciado por Ahmadinejad na antevéspera de sua chegada. Em sua carta ao governo brasileiro, o presidente do Irã diz basicamente o seguinte: “Não vou mais”.

O Itamaraty deveria saber onde estava se metendo ao decidir puxar o saco do maluco atômico. Palhaçada esquerdista tem limite.

Ahmadinejad faz sucesso com Celso Amorim, Samuel Guimarães, Marco Aurélio Top-Top Garcia e toda a penca de ministros das relações exteriores de Lula porque desanca Israel, chegando a dizer que o Holocausto não existiu. Na mente dicotômica desses guevaristas de butique, isso é ser contra a direita, portanto é bom.

O sarro do tarado iraniano no “cara” está neste momento rodando o mundo, com muito mais velocidade que o vírus da gripe suína que não é suína — o mais recente fracasso do catastrofismo moderno.

Do jeito que as coisas vão, o caminho mais seguro para o planeta é botar o Itamaraty para classificar pandemias, e a OMS para lidar com malucos atômicos. Periga dar certo.

Advertisements

No Responses to “Gripe iraniana”

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: