Espanha registra primeiro caso de gripe suína em paciente que não foi ao México

País tem 10 casos confirmados e 53 sob investigação, diz ministra.
Organização Mundial da Saúde conta 114 vítimas e 8 mortes pelo mundo.

Do G1, com agências internacionais

var midiaEmbed = { tema: “cinzaEscuro”, imagem: ‘/GMC/foto/0,,20587209-EX,00.jpg’ , banda: ‘TIPO_TXT’ , corFundo : “FFFFFF”, corFonte : “000000”, corLink : “FF00FF”, corBorda : “00FF00”, autoStart: false, midiaId: 1016786 }; var embed = new GMCEmbed(midiaEmbed); embed.print();

A Espanha confirmou seu primeiro caso de gripe suína em uma pessoa que não esteve recentemente no México, foco da doença, informou nesta quarta-feira (29) a ministra da Saúde da Espanha, Trinidad Jiménez.

A Espanha tem 10 casos confirmados e outros 53 sob investigação. Até agora, todos eram de pessoas que estiveram recentemente no México.

Os seis casos confimados nesta quarta são todos da Catalunha, disse a ministra em audiência no Parlamento.

A transmissão da doença para uma pessoa que não esteve no foco da epidemia, como a ocorrida agora na Espanha, aumenta o temor de que ela se transforme em uma pandemia , com alcance mundial, segundo a Organização Mundial de Saúde. Até agora, a OMS confirma 114 casos da doença em 11 países, com 7 mortes no México e 1 nos EUA .


Foto: AP

De máscara, passageira espanhola vinda da Cidade do México espera seus parentes nesta quarta-feira (29) no aeroporto de Barajas, em Madri. (Foto: AP)


‘Nova gripe’

O Ministério da Saúde da Espanha alterou em seu site a denominação de “gripe suína” por “nova gripe” seguindo as recomendações da Comissão Europeia (órgão executivo da União Europeia).

O organismo europeu considera que a doença causada pelo vírus A/H1N1 não deveria ser chamada de gripe suína, porque não foi detectada em animais, o que poderia estar causando danos desnecessários ao setor suíno.

A Comissão Europeia recomenda que se chame a doença de “nova gripe”, para evitar consequências “desastrosas e injustificadas” na indústria suína, sobretudo no período de crise atual.

No entanto, a Organização Mundial da Saúde (OMS) mantém por enquanto a denominação de gripe suína.

O medo de um possível contágio fez com que três pessoas que pretendiam voar hoje de Madri para Barcelona se negassem a embarcar no mesmo avião em que estavam passageiros que acabavam de chegar de Cancún, no México.

Fontes do aeroporto disseram à Agência Efe que os três passageiros protestaram perante o balcão da companhia aérea pelo fato de não terem sido informados de tal circunstância.

GLB.common.flash({ color: ”, wmode: ‘transparent’, width: 600 , height: 480 , swf: ‘/FlashShow/0,,20688,00.swf’ , id: 20688 });

GLB.common.flash({ color: ”, wmode: ‘transparent’, width: 600 , height: 400 , swf: ‘/FlashShow/0,,20679,00.swf’ , id: 20679 });


Advertisements

No Responses to “Espanha registra primeiro caso de gripe suína em paciente que não foi ao México”

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: