Mais de 60 comerciantes portugueses sequestrados na Venezuela no primeiro trimestre de 2009


A insegurança e a comunidade portuguesa foram temas abordados numa entrevista televisiva transmitida pela RCTV
Mais de 60 comerciantes portugueses foram vítima de sequestro na Venezuela, no primeiro trimestre de 2009, revelou hoje o jornalista Wilmer Suárez durante uma entrevista no programa televisivo ‘La Bicha’, transmitido pela Rádio Caracas Televisão Internacional (RCTV).

“Falando desse tema tão delicado que nós sempre tocamos que é a insegurança, a comunidade portuguesa na Venezuela está com as mãos na cabeça”, começou por explicar Wilmer Suárez, do diário ‘La Voz’, a Berenice Gomez, condutora do programa.

“Nestes (primeiros) três meses que vão (de 2009) há mais de 60 sessenta sequestros expressos de comerciantes portugueses que foram mantidos em cativeiro até 15 e 20 dias, obrigando-os a pagar somas que vão até seiscentos mil bolívares dos fortes [206.718 euros]”, explicou.

Segundo Wilmer Suárez “o problema mais grave é que se não têm com que pagar, dão uma parte e o resto vai-lhes sendo cobrado mensalmente”.

“Isto trouxe como consequências que tanto o consulado de Portugal como a embaixada se tenham reunido para estudar a possibilidade de trazer à Venezuela, através do convénio que há com a União Europeia, grupos policiais de investigação e da Scotland Yard (polícia de Londres) para que investiguem, com licença do governo venezuelano, o que está acontecendo”, diz.

Segundo o jornalista a insegurança na Venezuela é uma “situação realmente dantesca e perigosa”.

A insegurança é uma das queixas mais frequentes da comunidade lusa radicada no país, que oculta da imprensa as situações de que é vítima e muitas vezes não apresenta a respectiva denúncia ante as autoridades competentes.

Desde Outubro de 2007 que a Polícia Judiciária de Portugal colocou, junto da Embaixada lusa em Caracas, um “oficial de ligação”, Jerónimo Fernandes, para apoiar a comunidade e facilitar as relações com as autoridades venezuelanas.

O “oficial de ligação” tem ainda a missão “de aumentar os níveis de confiança da comunidade portuguesa relativamente às polícias”, além de desenvolver campanhas preventivas e educativas, sensibilizando os portugueses para a necessidade de adoptarem um conjunto vasto de medidas, que minimizem as hipóteses serem vítimas de sequestros.

Lusa
Advertisements

No Responses to “Mais de 60 comerciantes portugueses sequestrados na Venezuela no primeiro trimestre de 2009”

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: